Suplementos, você realmente precisa?

Uma rápida visita em uma loja de suplementos pode deixar-lhe completamente confusa. Para quem não sabe exatamente o que procura (e precisa!), as opções parecem infindáveis.

Mas será que suplementos influenciam na corrida? Primeiramente tenham em mente que, os suplementos devem ter a alegação que não substituem um regime nutricional equilibrado. Mas, a verdade é que um dos principais motivos indicados pelos atletas continua a ser a correção dos erros alimentares. Promessas de resultados rápidos, melhoria significativa na performance sem falar na perda de peso e na busca do corpo perfeito.

Para o praticante de corrida, os suplementos devem cumprir os seguintes requisitos:
– Atrasar a fadiga central que frequentemente acompanha o atleta em esforços de longa duração;
– Repor os hidratos de carbono, electrólitos e fluidos perdidos no decorrer do esforço;
– Reparar o tecido muscular danificado;
– Eliminar os metabolitos tóxicos formados pelo metabolismo devido à constante solicitação para produzir energia.

Hoje a nutricionista (que me fez perder gordura e ganhar músculos) Ana Paula Tonissi dá as dicas para quem realmente precisa ser suplementado.

Primeiramente, saliento que só a água é fundamental durante os primeiros 50 minutos de corrida. Entretanto, para que esta primeira hora possa ser mantida apenas com água é essencial um lanche correto cerca de 40 minutos antes do início da corrida. Passada a primeira hora de atividade é essencial o uso de carboidratos. Embora seja possível fazer essa reposição com alimentos, o uso de carboidratos em gel, tabletes ou pó (dissolvido em água) é mais conveniente e confortável ao organismo. O uso de outros suplementos, embora não seja essencial, é desejável e aceitável porque garante uma velocidade de recuperação maior e potencializa a queima de gordura durante o treino.
Portanto, o que gera necessidade de suplementação na corrida é a intensidade e a duração dos treinos/provas. Quanto mais intensa e mais longa, entram em cena os suplementos de carboidratos, sal e aminoácidos. Esses são os básicos. O restante vai depender da rotina do corredor e da alimentação que você normalmente tem, diz a nutricionista.

Minha opinião pessoal…Um nutricionista verá quanto de energia seu corpo precisa para ficar vivo (metabolismo basal), quanto mais para executar sua rotina diária de trabalho, quanto ela aumenta em dias de treino, que tipos de alimento você mais gosta e como conduz a alimentação no seu dia a dia. Com base nisso vai direcionar sua dieta para seu objetivo e rotina. O investimento mensal é bem menor e certeiro do que comprar os suplementos que o vendedor da loja, ou o professor indicou.

Então, se você treina para uma desta modalidade a nutricionista recomenda:

10 km… Não precisa usar suplemento, a não ser que o ritmo seja muito intenso ou se você é um atleta fundista. Quando o tempo de prova é superior a 60 minutos, o uso de carboidratos em gel pé indicado. Mas, em geral, atletas treinados nem tomam água.

21 km… Para essa distância é recomendável utilizar gel de carboidrato e, talvez, aminoácidos para recuperação muscular, como BCAA. Estes, são indicados para a síntese e recuperação dos tecidos musculares. Precisa ser consumido antes e depois de treinos, se for o caso dessa suplementação ser indicada. Normalmente, triatletas e maratonistas utilizam durante a prova para evitar o catabolismo (perda de massa muscular) excessivo.

42 km… Além dos suplementos utilizados para a distância anterior, o corredor precisa suprir a perda de sal. Eletrólitos como sódio e cloreto precisam ser repostos, embora alguns carboidratos em gel já os contenham. Para suplemento de proteína, o Whey Protein (Proteína obtida a partir do soro do leite que contribui para a construção e manutenção da massa magra = musculo) deve ser utilizado como pós-treino, pois o desgaste muscular é bem intenso. A glutamina é um aminoácido que restaura o sistema imunológico, deprimido após treino ou prova muito longos, então deve ser suplementada toda vez que a rotina de treinos estiver pesada e com o objetivo de participação em provas mais longas.

Conclusão

A corrida, o esporte mais praticado em todo mundo, é muito versátil e pode ser realizada de forma “run for fun” e até de formas profissionais portanto suplementação somente com cautela, use-a com sabedoria!

Ótimos treinos!!!!

 

Ana Paula Tonissi, nutricionista e colaboradora do blog das corredoras

 

Postagens Relacionadas

Emagrecimento e a corrida de rua   Uma coisa é fato, quando você começa a correr, uma coisa mágica parece que acontece. Naturalmente, quando você diminui a ingestão de cal...
O cabelo esta caindo, e agora??? Cabelos caindo? Espalhados pela casa toda? O ralo do banheiro te faz entrar em pânico? A tão temida queda de cabelo, passado algum tempo dos treino...
Você também tem dificuldade com este amigo do peito? Uma das maiores preocupações das mulheres que praticam corrida é a sustentação dos seios durante a atividade física. Mas qual o melhor top para pra...
A droga mais consumida no mundo, das corridas Entre todas as substâncias tidas como estimulantes, com toda a certeza é a cafeína a mais usada. Seja na sua forma in natura, através do bom e velho c...