O que eu aprendi, entre uma maratona e outra!!

O que eu aprendi quando tive Neuroma de Morton – dor no antepé que atinge corredores, durante os treinos para a minha primeira maratona.

Neuroma de Morton é o nome que se dá a uma lesão que ocorre em um nervo do pé, mais especificamente no nervo que passa entre o terceiro e o quarto dedo. As razões pelas quais uma pessoa desenvolve neuroma de Morton estão mais relacionadas aos fatores de risco do que a uma causa específica.

Fatores de risco podem ser: 1) salto alto (ja usei muito, não uso mais); 2) deformidades dos pés (pessoas que têm joanetes, pé chato, arcos altos do pé e outras deformidades estão em maior risco de desenvolver neuroma de Morton também; 3) atividade esportiva de alto impacto, como corrida (essa foi, muito provavelmente, a origem que me levou a ter).

O que eu sentia?

Ao contrário do que algumas pessoas podem achar, não há nenhum sinal exterior de que uma pessoa está com neuroma de Morton. É comum ligar esta condição à formação de um caroço, mas o que acontece não é exatamente isso. Em vez de surgir um calombo no pé, uma pessoa com neuroma de Morton sente como se estivesse com uma pedra no sapato, embora isso não seja visível. Pode haver também queimação, formigamento e dormência na região afetada pela lesão. Fiz meu primeiro longo de 30Km gerenciando exatamente esses sintomas, principalmente de dormência no dedo. E com a ajuda do meu ortopedista Dr. Fernando, e depois de raioX, ultrassonografia, exame de ressonância magnética e com auxilio de fisioterapia, e injeções de esteróides para aliviar a dor, voltei a correr e sem dor.

Dica: Qualquer dor no pé que dure mais do que alguns dias deve receber atenção especial. Consulte um médico se você tiver dor ou queimação na região do pé que não passa com cuidados caseiros ou com a mudança de calçado.

 E para você dar mais atenção as seus pezinhos, aí vão 10 informações – uma pra cada dedo:

–  Um quarto de todos os ossos do corpo está nos pés. Há 26 ossos em cada pé (e 27 em cada mão);

–  Cada pé tem 250.000 glândulas de suor. Não é de se admirar o chulé que elas causam num sapato fechado ou até tênis;

–  É raro nossos pés serem do mesmo tamanho. O mais comum é que um deles seja maior do que o outro. Dica útil: compre tênis ou sapatos pelo maior;

–  Insira caminhada em seus treinos também. Caminhar, além de fazer bem para sua saúde geral, também é o melhor exercício para os seus pés;

–  Por carregar tanto peso, o coitado do pé (calcanhar principalmente) acaba tendo pele seca e grossa. Passe um creme hidratante durante a noite. Você vai ver como ele vai ficar macio;

–  Ficar parado em pé é mais cansativo do que andar, porque exige muito de um pequeno grupo de músculos, por um longo período de tempo;

–  Nove entre cada dez mulheres usam sapatos menores do que deveriam (a Cinderela devia ser uma delas). Tênis também entra nessa categoria;

–  Muitos homens também acabam escolhendo tamanho menor do que o ideal. Na hora de comprar, leve em conta que o pé aumenta de tamanho quando ficamos em pé. E vá comprar à tarde, quando o pé está um pouco mais inchado;

–  As mulheres têm cerca de quatro vezes mais problemas nos pés que os homens. Saltos altos e sapatos de bico fino têm sua parcela de culpa nisso;

–  Sapato apertado pode causar calos, joanetes, dedos deformados e neuroma de Morton (lesão dos nervos que ficam entre os dedos, causando dor).

E você já sofreu com dor nos seus pés? conte para nós a sua experiência!

Bons treinos!!!!