Evite (e supere) as lesões mais comuns da corrida

Correr é um ótimo esporte. Além de gostoso e do enorme bem estar que a corrida proporciona, nós corredores temos muitos benefícios principalmente cardiovasculares e também  um corpo mais saudável e livre das gordurinhas extras. Fato!!!!!!

As lesões são talvez o maior pesadelo da vida dos corredores. Por mais que fujam, nenhum de nós esta livre de conviver com (ou sentir pelo menos uma vez) dores nos pés, um estalo estranho no joelho, músculos tensos aqui ou ali. Mas, mesmo tomando os devidos cuidados, e com orientação de profissionais da área, é inevitável que ocorra uma lesão. Então, um bate papo com meu ortopedista Dr. Fernando Silva, durante uma consulta em que estava lesionada, ele faz uma listinha….

Entre as lesões,  a mais comum é a sobrecarga,  que ocorre por falta de alongamento, calçado inadequado, treino excessivo, falta de descanso, posturas erradas e repetitivas. Entre elas:

1) Tendinites no Tendão Calcâneo. São causadas por excesso de esforço, por contato do tendão com o tênis e por muitos estiramentos no tendão. É causado por pronação excessiva, encurtamento e enfraquecimento da panturrilha, excesso de treino, sobrepeso, aquecimento inadequado.Podemos evitar este tipo de tendinite, alongando corretamente e usando calçados adequados, que absorvam o impacto da corrida, apresentando bom amortecimento, e que tenha boa estabilidade e bom acabamento, evitando o atrito contra o tendão. Esta lesão deixa o tendão inflamado, degenerado e com micro ruptura.  Se for constatada a tendinite, o ideal é deixar de correr por uns dias, assim que desaparecer a dor, substitua a corrida por outro exercício aeróbio (sem impacto no tendão), como a natação ou a bicicleta e alongamentos, por uns dias. Provavelmente o médico irá receitar compressas de gelo e anti-inflamatório.

2) Osteotite do Púbis. É uma inflamação que ocorre quando, através do movimento oscilante da corrida, há uma modificação na inclinação dos ossos da pelve, provocando uma ligeira separação da articulação do Púbis, com inflamação e enrijecimento da cartilagem. Podem ocorrer dores terríveis. Geralmente, os corredores com passada muito ampla são os mais propensos a esta lesão. A recuperação é lenta e demorada. Deve-se fazer muito alongamento, principalmente do quadríceps, abdome e adutores, mas sempre com cuidado. O ideal é procurar um especialista. As compressas de gelo e calor são recomendadas, mas apenas com a indicação do médico.

3) Fraturas por Stress. Acontecem por causa de esgotamento muscular excessivo e falta de absorção de impactos acumulativos. Usar um calçado adequado, ou seja, com bom amortecimento e o descanso apropriado podem evitar este tipo de lesão. As fraturas de stress são fissuras microscópicas dos ossos, causadas por uma soma de quantidade de stress que não foi curada. Diagnosticada a fratura, você terá que parar de correr por algumas semanas, substituindo a corrida por outra atividade aeróbia como a natação ou o ciclismo e quando voltar a correr, iniciar em terreno macio ou grama.

4) Joelho de Corredor. É causada por má postura ao correr ou descompensação muscular. Também conhecida como Condromalacia Patelar, é muito freqüente em corredores iniciantes e em atletas. A dor é acentuada quando se desce escadas ou corre em terrenos com declive. A genética pode influenciar. Por exemplo: corredores com quadril mais largo, fazendo com que o fêmur vire para dentro. Pode-se evitar esta lesão fazendo musculação, fortalecendo os músculos, ossos, tendões, ligamentos, usando palmilhas e tênis estáveis.

5) Periostite Tibial. Vulgo canelite. São mais freqüentes em atletas que correm em terrenos duros e acidentados, utilizando calçados duros. É causada por uma excessiva vibração do Periósteo que cobre a Tíbia, ocorrendo uma inflamação do mesmo,panturrilha encurtada, excesso de pronação, excesso de treino, sobrepeso, uso de tênis inadequado (ou muito velho) . Isto causa muita dor. Dicas do orto: evite tênis com solado duro e dê preferencia a um tênis que mantenha a estabilidade e com bom amortecimento. A grande maioria dos casos de canelite está associada ao abuso nos treinos, seja na intensidade ou na frequência. Se esta lesão ocorrer, não corra antes de sarar completamente. Compressas de gelo ou quentes, somente com a indicação de um médico ou fisioterapeuta.

7) Fascite plantar . Dor na sola do pé. Tende a ser pior nos primeiros passos do dia, ao acordar. É uma  inflamação da fáscia, tecido que reveste a sola do pé, do calcanhar aos dedos. Tem causa pela retração da musculatura da parte posterior dos membros inferiores, excesso de treino, sobrepeso, uso de tênis inadequado (ou velho), pé muito plano ou muito cavo. Uma boa dica é rolar uma garrafa de água congelada sob os pés. Alongue a panturrilha e a sola do pé. O uso de palmilhas sob medida é indicado, para levantar a parte de trás do pé e dar um melhor suporte ao arco.

Outro tipo de lesão muito comum é o entorse do tornozelo, que tem dois tipos:

Torção para dentro (inversão), que é a mais comum, afetando os ligamentos laterais externos do tornozelo;

Torção para fora (eversão), que ocorre girando o joelho e soltando os ligamentos internos.

Segundo o ortopedista – Dr. Fernando Silva, é sempre indicado após uma torção, fazer compressas de gelo para evitar edema e diminuir a inflamação. No caso desta lesão deve-se ficar sem correr até fazer uma consulta a um médico, para que ele analise o caso.

Quem corre deve fazer musculação de 3 a 4 vezes por semana, alongamentos antes e depois da corrida e se possível, aulas de alongamento de 2 a 3 vezes por semana, fortalecendo a musculatura e aumentando a sua flexibilidade. Também é indicado alternar a corrida com outra atividade aeróbia, para dar estímulos diferentes e evitar lesões, mas sempre com orientação antes de iniciar qualquer atividade física.

Então, fique longe das lesões e ótimos treinos!!!!

 

Postagens Relacionadas

E quem nunca teve uma lesão ocasionada pela corrida? E agora? E quem não teve uma lesão ocasionada pela corrida que atire a primeira pedra! Seja ela por postura errada, excesso de treino, exercícios executad...
E como tratar as cãimbras durante uma prova ou treino?? E quem nunca sentiu aquela fisgada principalmente durante um treino longo ou uma prova, que atire a primeira pedra! Logo após a fisgada vem um ...
A importância da musculação para os corredores de rua Esse ano, após a Maratona de Foz do Iguaçu tive uma lesão no joelho, que me afastou dos treinos pós maratona. Treinos básicos e curtos passaram a ser ...
Quando devemos aposentar o tênis de corrida? Você já se perguntou quanto tempo dura um tênis de corrida??? Eu já. Como a maioria destes produtos para corrida custa mais de R$300,00, é compreensív...