A mulher e a corrida

MANAUS, AM; 20/03/2011 - ESPORTES - CORRIDA DA MULHER RITA CALDERARO, REALIZADA PELA PREFEITURA DFE MANAUS POR MEIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESPORTO E LAZER - SENDEJ. COM LARGADA E CHEGADA NO SHOPPING MANAUARA NA AVENIDA HUMBERTO CALDERARO, ADRIANÓPOLIS. FOTOS: ANTONIO LIMA / SEMDEJ

O numero de mulheres que praticam corrida em provas amadoras tem aumentado significativamente.
O perfil das corredoras é bastante amplo e reúne todas as faixas etárias e classes sociais.
Nós mulheres identificamos na corrida uma oportunidade para melhorar a saúde e condição física. Além disso, a mulher conta com uma característica muito importante: a determinação, que faz com que cada vez mais a mulher avance em distância e melhore os seus tempos.

Mas existem algumas questões que podem deixar a mulher insegura em relação à prática da corrida. O Blog das Corredoras apresenta as preocupações/questões mais comuns das mulheres em relação à corrida. Vamos a elas:

 

• Correr acelera o envelhecimento?

envelhecimentoNÃO. Alguns estudos já provaram que é o sedentarismo que colabora com o envelhecimento. A atividade física aeróbica mantém a pele mais irrigada, com aspecto mais saudável. A tonificação muscular adquirida com a corrida e a musculação, por exemplo, deixa o corpo mais firme.
No entanto, o excesso de treino aumenta a formação de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento da pele. Vejam o rosto das corredoras profissionais, onde secam as bolsas de gordura e acumulam menos líquido, o que pode dar um aspecto de envelhecimento.
Também os ossos e músculos são prejudicados pelo treino exagerado. A corrida em excesso aumenta o desgaste da estrutura músculo-esquelética, o que pode acelerar o processo de envelhecimento natural. Obviamente estas desvantagens aplicam-se a corredoras profissionais, que realizam treinos fortes praticamente todos os dias.

Corrida faz descair os seios e as nádegas?

16-tipos-de-corpo-feminino-ideais-tamanho-de-gluteo-de-corredoras-2-600x407NÃO. Ja viram corredoras profissionais de bunda caída? Não né! O que dá até raiva. Ao começar a correr é queimada gordura corporal, o que diminui as medidas. Algumas vezes, devido ao excesso de pele, isso pode dar a impressão de flacidez. Por isso é essencial complementar o trabalho aeróbico com musculação. Durante a corrida, os seios e as nádegas balançam, mas não é a corrida que vai fazê-los cair. A gravidade é que tem esse efeito, à qual estamos sujeitos quer se corra ou não. A região das nádegas é formada por músculos fundamentais para a corrida, que são bastante solicitados nesta atividade. Portanto, as nádegas só tendem a ficar mais firmes com os treinos. Outra causa da queda é a flacidez muscular, fato que não ocorre em corredoras que seguem um plano de treinos bem orientado tanto de corrida como de fortalecimento muscular. As nádegas balançam porque também têm tecido adiposo (gordura), que não enrijece nem com musculação. O uso de short ou bermuda de compressão ira auxiliar na estabilidade da pele e musculatura durante a corrida.
Já os seios são compostos por glândulas que não têm como ser fortalecidas. Aconselha-se a trabalhar a musculatura peitoral que ajuda a sustentar os seios. O importante é escolher um bom top sustentaçao para corrida, que tenha função de sustentação adequada ao seu biótipo.

.
Corrida acaba com a celulite?

Candidatas do concurso Miss Bumbum Brasil se enfrentam em um bate bola com a arbitragem da vice Miss Bumbum 2012 Andressa Urach. - Rua Antonio Fidelis, 361, Lapa - Sao Paulo-SP - Brasil - 02/10/2013 - Foto: Djalma Vassao/Gazeta Press

NÃO. A corrida não faz milagres, mas aumenta a eficácia dos tratamentos para a celulite, porque aumenta a irrigação sanguínea.
Fique tranquila! Não é exclusividade sua ter celulite. A celulite afeta cerca de 90% das mulheres. É uma consequência de gordura localizada acumulada, associada à retenção de líquidos e retração da pele.

A genética e o estilo de vida determinam a intensidade com que a celulite aparece, mas a corrida é uma grande aliada no combate à celulite. Os treinos devem ser indicados por técnicos que conheçam a corredora para especificar o intervalo adequado da frequência cardíaca, no sentido de queimar o tecido adiposo e não a massa muscular.

 

 

Durante a Gravidez, é recomendado parar ou desacelerar a corrida?
corrida-na-gravidezDEPENDE. Existe uma regra simples: se a pessoa tem uma vida sedentária, não deverá começar uma atividade física de impacto durante a gravidez. A mulher até pode se exercitar, mas recomendam-se atividades sem impacto, como natação, pilates e aulas de alongamentos. No primeiro trimestre da gestação (até completar 12 semanas) recomenda-se repouso, no entanto também dependerá bastante do estilo de vida e da idade da mulher. Passado esse período, as mulheres que já tinham uma vida ativa podem retomar os treinos, mas com moderação. A grávida deve monitorizar a sua frequência cardíaca. O ideal é que passe a correr no máximo a uma Frequência Cardíaca 20% menor do que a que estava acostumada. Isso é fundamental para que a futura mãe não cause taquicardia no feto.
Assim, deverá seguir à risca as recomendações do seu médico e de um técnico, que acompanhe de perto as reações do seu corpo aos treinos.                                                                                                                         .
A Corrida é indicada na menopausa?
menoSIM. Corrida é uma atividade saudável e prazerosa em qualquer fase da vida. Sabe-se que a cada ciclo de sete anos e principalmente após os 35 anos, a mulher precisa de mais atividade física. Na fase da menopausa e mais adiante, na terceira idade, o impacto da corrida, inclusive, ajuda a fortalecer os ossos e deixar a musculatura mais firme. Então, bota pra correr mulherada!!!!!
A corrida também pode diminuir os riscos de depressão, tanto pela produção de hormônios do bem-estar, como pelo aspecto social do desporto. A corrida resgata uma capacidade que muitas vezes estava esquecida pela mulher, representa um resgate de energia e motivação.
A mulher, no entanto, deverá fazer alguns treinos de fortalecimento muscular. Sem a produção de progesterona e estrogénio, a mulher deve ficar mais atenta à alimentação, já que a absorção de cálcio pode ser prejudicada e, como consequência, ter problemas ósseos. Antes de começar a correr a mulher deverá fazer todos os exames clínicos e passar por um profissional que investigue a existência de problemas articulares e mecânicos.

  • Correr provoca varizes? 
    foto-varizes-perna

NÃO. As varizes são uma condição estética das veias, que afeta especialmente as pernas. Por definiçao são dilatações que dificultam o fluxo sanguíneo e apresentam sintomas como veias visíveis, dor nas pernas e inchaço.

Se você tem, saiba que a pratica da corrida é benéfica, pois aumenta a circulação.
 

  • Quem tem varizes pode correr? E utilizar Meias de Compressão?
    meias-compressao3DEPENDE. Vai depender do grau do problema circulatório. A maior causa das varizes é a genética. De forma geral, o exercício é bom para a circulação sanguínea.
    As mulheres com microvasos não sentem diferença nenhuma com a corrida, mas quem tem veias dilatadas deverá ter cuidado porque as hipóteses de sentir dor e inchaços aumentam. Neste último caso, é melhor praticar natação ou hidroginástica. Em relação à utilização de meias de compressão, as mulheres com os pequenos vasos podem usar, pois não comprometem a circulação nem agravam o quadro clínico. As corredoras com varizes salientes na pele deverão utilizar meias de compressão elásticas medicinais, que têm uma ação maior no pé e menor na região da coxa, o que favorece a drenagem do sangue que caminha contra a gravidade em direção ao coração.

• Pode-se correr com dor de cabeça?
imagesDEPENDE do tipo de dor de cabeça. A tensional, que é a mais comum e muito presente entre as mulheres, melhora com a corrida porque a endorfina libertada durante o treino funciona como um analgésico natural. No entanto, se a enxaqueca for a responsável, não deverá correr. A dor intensa e pulsante que atinge normalmente apenas um lado da cabeça só piora com atividades que estimulam a circulação sanguínea.
Porém, um dos principais fatores que agravam as crises de enxaqueca é o stress. Logo, inclua a corrida na sua rotina para aliviar essa tensão e, consequentemente, diminuir as hipóteses de iniciar uma crise de enxaqueca.

.
As Mulheres lesionam-se mais do que os homens?
dorAi ai ai!!!! Via de regra qualquer pessoa que corra está sujeita a lesões, independentemente do sexo. No entanto, alguns tipos de lesão são mais comuns entre as mulheres, como a fratura por stress e a condromalácia patelar. Um dos problemas que ocasionam lesões é o desequilíbrio muscular e as oscilações hormonais do corpo feminino podem agravar o quadro clínico, levando a uma fratura por stress. No caso da condromalacia, doença degenerativa na cartilagem da patela, a constituição física da mulher, com quadril mais largo e joelho valgo (em X) favorece esse tipo de problema. De qualquer forma, as mulheres costumam estar mais atentas nos treinos e preocupadas com a biomecânica do movimento da corrida que os homens (aqui o instrutor de corrida tem a obrigação de corrigir).

.
A corrida é um risco para a mulher com osteoporose?
downloadDEPENDE do grau da doença. Qualquer atividade física de impacto estimula as reações de formação óssea. Porém, em estágios avançados, deverá fazer um tratamento prévio e redobrar a atenção para que a fragilidade dos ossos não provoque uma fratura por stress. Para ajudar na produção de massa óssea, são aconselhadas atividades como musculação e hidroginástica. Mulheres com osteopenia (estágio inicial da osteoporose que dá indício da diminuição da densidade dos ossos) DEVEM PRATICAR ATIVIDADES DE IMPACTO, como a corrida, para que a doença não evolua. Poderá consultar um reumatologista para reforçar a dose de cálcio ingerida.

Resumo da ópera: a corrida só traz benefícios então….bora correr!!!!

 

Postagens Relacionadas

Produtos de compressão têm mais tecnologia que o térmico. Grande parte das marcas de roupas esportivas tratam a bermuda térmica como bermuda de compressão. Algumas marcas por desconhecimento técnico das difer...
O efeito do álcool no desempenho do corredor Fim de ano chegando, confraternizações, réveillon, férias, período em que muita gente aproveita para relaxar da correria do dia a dia e, então, os exa...
Envelhecemos naturalmente e aceleramos com a corrida??? Ja ouvi algumas vezes, daqueles que não querem correr (entre outros inúmeros motivos, e os respeito) que “correr envelhece” e “que deixa as pessoas fe...
Suplementos, você realmente precisa? Uma rápida visita em uma loja de suplementos pode deixar-lhe completamente confusa. Para quem não sabe exatamente o que procura (e precisa!), as opçõe...