A importância da musculação para os corredores de rua

Esse ano, após a Maratona de Foz do Iguaçu tive uma lesão no joelho, que me afastou dos treinos pós maratona. Treinos básicos e curtos passaram a ser um dilema, até que procurei um ortopedista e veio  a noticia fatídica: uma inflamação no trato ílio tibial, compatível com síndrome de atrito entre as estruturas. Traduzindo em miúdos, “joelho de corredor”!

Essa patologia pode ocorrer com qualquer pessoa, mas acomete principalmente aqueles corredores que negligenciam o fortalecimento muscular! Sim, corri três maratonas, inúmeras meias maratonas e provas de 10km sem fortalecer!!

Até que conheci o Luiz, um fisioterapeuta experiente, com um vasto currículo trabalhando com atletas profissionais, que me ensinou muita coisa, e me fez entender: fortalecimento é essencial, não há corrida sem fortalecer! E ele nos traz um pouco da sua experiencia:

 

download-1

“A corrida de rua é o segundo esporte mais praticado no Brasil (Ministério do Esporte, 2013), muita gente encontrou nela uma maneira de aliviar o stress do dia a dia, uma diversão para os finais de semana, um hobby e até mesmo um desafio pessoal. O que antes tratava-se de uma atividade física esporádica hoje exige uma análise técnica profunda e, acima de tudo, um acompanhamento profissional.

 

images

Como qualquer esporte, a corrida de rua exige preparação física de seus praticantes, sejam eles corredores de 5km ou maratonas e, ainda, vai muito além do exercício de correr e da preparação cardiovascular: a musculação para corredores de rua não pode ser negligenciada.

 

O impacto da corrida na musculatura e articulações, além do peso corporal do corredor, exigem que ele tenha um nível de força muscular suficiente para correr sem causar danos ou lesões. Para isso, o treino de força na sala de musculação deve acompanhar a rotina dos treinos de corrida para manter as exigências funcionais do exercício.

A força é uma capacidade motora condicional que se manifesta de maneira diferente em função da necessidade de ações presentes no gesto motor. Para as corridas de longa distância a capacidade de força está sempre interligada com outras capacidades motoras.

É necessário trabalhar a força muscular em suas três dimensões: força explosiva (FE), força máxima (FM) e resistência de força (RF). O praticante da corrida de rua deve ter um acompanhamento profissional para elaborar os treinos de acordo com suas necessidades e possibilidades individuais. (BARBANTI, 2010)

2-5-m-trainer-resistecirc

A força explosiva é a capacidade muscular de vencer uma resistência na maior velocidade de contração possível.  Seu treinamento está relacionado à melhoria da economia de corrida, sendo um parâmetro fundamental de performance aeróbia. Uma melhora na Economia de Corrida permite ao atleta aumentar a eficiência biomecânica e reduzir o consumo de oxigênio para realizar os movimentos por mais tempo e em maiores distâncias a uma dada velocidade, podendo gerar elevação na performance atlética.

 

A força máxima é a maior força possível que o desportista é capaz de exercer em uma ação voluntária máxima. O treinamento de força máxima é útil para reduzir a possibilidade de lesões e também para formar a base necessária ao treinamento de Força Explosiva; caso contrário há um aumento da possibilidade de traumatismos e uma diminuição da eficácia do treinamento

A Resistência de Força corresponde à capacidade muscular do atleta de resistir ao cansaço provocado por um número elevado de contrações, fundamental para o desempenho em provas de média e longa distância.  

107_2248-musculacao-2

.

 

Para garantir uma boa performance na corrida de rua e prevenir traumas e lesões, o corredor deve procurar profissionais capacitados e academias preparadas. Pode parecer divertido mas correr não é simplesmente colocar o tênis nos pés e sair correndo…”

Referência:

BARBANTI, V. J.  Treinamento Esportivo: As Capacidades Motoras dos Esportistas.  São Paulo: Manole,  2010.  246p.

 

Lui10704124_913476582010594_5578216668960834912_nz Fernando – Fisioterapeuta da CBAT nos Mundiais Menor 2007 e Juvenil 2008

Contato 16 99715 3349 – Luizfisio@gmail.com

 

 

Postagens Relacionadas

Hidratação para o corredor é fundamental: Antes, durante e após a corrida. A hidratação para o corredor é fundamental! Se durante uma corrida você sente sede, fadiga e dor de cabeça leve saiba que está desidratado ou a caminh...
Por que tanto sacrifício? “Você é louca!" Essa é a exclamação mais frequente ouvida por quem convive com as dores e delícias da corrida, principalmente MARATONAS. A maratona...
E como tratar as cãimbras durante uma prova ou treino?? E quem nunca sentiu aquela fisgada principalmente durante um treino longo ou uma prova, que atire a primeira pedra! Logo após a fisgada vem um ...
E quem nunca teve uma lesão ocasionada pela corrida? E agora? E quem não teve uma lesão ocasionada pela corrida que atire a primeira pedra! Seja ela por postura errada, excesso de treino, exercícios executad...